Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Professora Associada do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura e do Departamento de Expressões e Linguagens da Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Possui Doutorado (2002) e mestrado (1992) em Comunicação e Cultura pela ECO- UFRJ, e Pós-Doutorado realizado na PUC-SP (2006) e na Goldsmiths, University of London (2015). É autora de: A linguagem do Telejornal E-papers); Pensando e Fazendo Jornalismo Audiovisual (E- papers); co-autora de Pantanal, A Reivenção da Telenovela (educ-SP); bolsista de produtividade do CNPq e líder do Grupo de Pesquisa Mídia, Jornalismo Audiovisual e Educação. Atualmente, é vice-coordenadora do GT de Estudos de Jornalismo da Compôs. Tem experiência na área da Comunicação, tanto acadêmica, como professora e pesquisadora, quanto no exercício profissional do Jornalismo e na produção de conteúdos e formatos audiovisuais, com estudos, artigos e orientações concentrados nos seguintes temas: televisão, jornalismo audiovisual, telejornalismo, mídia e educação, análise televisual e ensino do Jornalismo.

 

 

Professora Associada 

Departamento: de Expressão e Linguagens

Contato: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Site:

 

 

ENSINO

Disciplinas na Graduação

  •  Telejornalismo

 

Disciplinas na Pós-Graduação

 

 

PESQUISA

  •  Mídia e Educação: para ler e fazer jornalismo audiovisual [SIGMA.UFRJ]

  • Mídia, Jornalismo Audiovisual e Educação: diálogos possíveis

Imersos no processo de convergência, vivenciamos não apenas uma reconfiguração da produção, da gestão e do consumo da informação, mas também uma redefinição do conceito de escritura por caminharmos para uma escrita interativa como uma nova forma de linguagem multimídia em gestação. As audiências tendem a se tornar cada vez mais participativas, mas a mídia ainda estabelece a agenda pública na contemporaneidade. Leituras críticas e criativas das narrativas jornalísticas audiovisuais veiculadas na televisão e disponibilizadas na rede podem colaborar para o aperfeiçoamento não apenas do ensino e da prática do jornalismo, mas também para a ampliação de conhecimentos sobre a realidade social. Os principais objetivos dessa pesquisa são: construir um pensamento crítico sobre transformações da escrita associada ao desenvolvimento dos meios, mais especificamente uma historiografia do jornalismo audiovisual; investigar efeitos da convergência na produção e na leitura de conteúdos e formatos noticiosos que incorporam códigos audiovisuais e recursos multimídia, por meio de um estudo das atuais características de linguagem dos telejornais e de seus modos de interação com as audiências no ambiente midiático; e elaborar uma reflexão sobre a hipótese de inserção de uma disciplina da Comunicação e do Jornalismo na formação escolar. Esta pesquisa é amparada pelas contribuições teóricas e metodológicas da Análise Televisual, da Semiologia dos Discursos Sociais, das Teorias de Jornalismo; da Media Literacy e dos Estudos Culturais e de Recepção.


Grupo de Pesquisa: 

  • Mídia, Jornalismo Audiovisual e Educação: diálogos possíveis (UFRJ)

 

Áreas de interesse: Análise Televisual, Mídia Literacy, Mediações Socioculturais

 

 

EXTENSÃO

  •  Mídia, Jornalismo Audiovisual e Educação: Diálogos possíveis

 

 

ATIVIDADES ADMINISTRATIVAS

  • Membra do Conselho de Ensino de Pós-Graduação (CEPG) como representante do CFCH
  • Coordenação do site e do laboratório TJUFRJ, o telejornal online da Escola de Comunicação

 

 

OUTRAS ATIVIDADES ACADÊMICAS

  • Membra de corpo editorial dos periódicos: Brazilian Journalism Research; Galáxia (PUCSP); Journal of Applied Journalism and Media Studies;
    Contracampo (UFF) e Âncora, Revista Latino-americana de Jornalismo
  • Revisora de projeto de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

 

 

SUGESTÃO DE LINKS

 

 

 


 

 

Topo