LEP Oficina com Refugiados e solicitantes de Refugio 03dez2017 DMV9023 web

O Laboratório de Estética e Política (LEP) da Escola de Comunicação da UFRJ abre chamada para bolsa de iniciação artístico-científica (PIBIAC) no âmbito do projeto “Legados de Augusto Boal. Novas formas de ativismo e criação de comunidade pelas artes”

Os interessados devem enviar até 23/04/2019 uma carta de interesse para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Devem constar na carta os seguintes dados: nome completo, CPF, dados bancários de conta corrente do Banco do Brasil (não pode ser conta de terceiros, conta conjunta ou conta poupança), link do lattes (se houver), e-mail (evitar hotmail).
Na carta deve constar também declaração de atender todos os requisitos do edital, que são:

a) ser aluno regularmente matriculado em curso de graduação da UFRJ, inscrito em disciplinas, cursando, pelo menos, o 3º (terceiro) período letivo da estrutura curricular recomendada;
b) ter coeficiente de rendimento acumulado (CRA) maior ou igual a 6,0 (seis);
c) manter atualizados os seus dados cadastrais no Sistema Integrado de Gestão Acadêmica — SIGA;
d) não acumular bolsa com outra bolsa concedida pela UFRJ, exceto as de programas assistenciais da universidade;
e) não ter sido excluído ou avaliado com nota insuficiente em relatório de bolsa anterior da UFRJ, por não cumprimento das exigências do programa ou desempenho não aprovado pelo orientador

Os candidatos selecionados nesta etapa, deverão estar livres para uma conversa com o núcleo LEP na sala 104 da ECO/UFRJ, no dia 25 de abril as 18h30 ou no dia 30 de abril as 14h.

 

O LEP é um laboratório de criação e pesquisa, com caráter extensionista, que reúne artistas, estudantes, pesquisadores e cidadãos interessados em articular sua ação artística à sociedade. Oferece um projeto de extensão com cerca de vinte inscritos discentes de Gra e de Pós de diversas escolas (Letras, Belas Artes, Direito, Comunicação etc.), com reunião semanal às terças, 14h (na sala 104) e oferece encontros/oficinas com artistas convidados, abertas à comunidade acadêmica e cidadã que ocorrem geralmente às quintas-feiras, 18:30 (na sala Vianninha ou no auditório da CPM). No LEP, desenvolvemos atividade de invenção e experimentação de variantes aos jogos-exercícios do arsenal do Teatro e da Estetica do Oprimido, produzindo intervenções estéticas (peças, performances, instalações) que resistam às condutas cristalizadas e provoquem os processos simbólicos instituídos. Atualmente, o LEP tem duas oficinas ativas (uma oficina com cidadãos refugiados e solicitantes de refúgio e uma oficina sobre questões de gênero) que podem acontecer em outros horários, inclusive em fins de semana, no formato da imersão. Nosso trabalho conta com apoio de instituições parceiras, como o Centro Brasileiro de Altos Estudos (CBAE) Centro Cultural Olho da Rua, a Fundação Casa Rui e a Cátedra Sérgio Vieira de Melo da UNESCO.

O bolsista PIBIAC participa de todas as atividades, assumindo tarefas práticas e responsabilidades criativas. Conduz o seminário de leituras e documenta o trabalho coletivo, através de relatórios e estudos teóricos orientados. Trabalha em conjunto com outros bolsistas (1 PIBIAC, 2 IC e 1 Mestrado/Capes), sob a coordenação da professora Alessandra Vannucci, com carga horária de 8h a 12h semanais.

UFRJ Escola de Comunicação da UFRJ - ECO/UFRJ
Desenvolvido por: TIC/UFRJ