Serviços O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

 

Trata-se de um Bacharelado em Artes Cênicas com Habilitação em Direção Teatral que vem funcionando na ECO desde 1994/2, ano de entrada da primeira turma. Observa-se que, desde então, o curso vem tendo uma procura bastante significativa, obtendo um dos maiores índices de crescimento na preferência dos candidatos ao vestibular ao longo da história do curso.

O encenador ou diretor de teatro é o agente que dentro da prática teatral imagina, concebe e dirige o processo de criação do espetáculo. Cabe igualmente ao diretor selecionar, julgar e coordenar os trabalhos dos membros da equipe artística, incentivando-os e adequando suas iniciativas na pesquisa por uma linguagem cênica comum. Cumpre ainda ao diretor teatral discutir, refletir e implementar medidas adequadas à produção material do espetáculo. Atualmente, a atividade do diretor teatral, caracterizando-se por ser um projeto plural em constante adaptação em relação ao meio onde intervém, é assimilada tanto pelos setores da indústria do divertimento, quanto pelas entidades governamentais encarregadas do planejamento e implementação de projetos culturais na esfera pública. O diretor deve estar habilitado a atuar tanto no interior de uma instituição pública quanto ser capaz de promover com autonomia seu projeto pessoal de trabalho.Campos de atuação: como diretor de espetáculo; diretor de atores em filmes ou vídeos; diretor de vídeos publicitários; animador cultural em instituição de lazer e cultura; programador cultural na área de artes cênicas; consultor para projetos culturais; produtor cultural.A formação ao aspirante à carreira de diretor teatral está organizada em quatro eixos fundamentais: direção teatral; teoria do teatro; interpretação; cultura e prática teatral; além de um elenco de disciplinas complementares que permite ao aluno diretor individualizar sua formação, atribuindo uma ênfase ao seu currículo optando por um campo de interesse específico. Por estar inserido numa Escola de Comunicação, o curso de Direção Teatral procura enriquecer a formação de seus alunos aproximando-os de disciplinas afins oferecidas pelas habilitações do bacharelado em Comunicação Social: Jornalismo, Produção Editorial, Publicidade e Propaganda, e Radialismo. Com esta aproximação, delineia-se um perfil diferenciado que se projeta para além da formação de um diretor de espetáculos stricto sensu. Em contato com outras propostas pedagógicas que contemplam meios de comunicação específicos, o aluno diretor diversifica seu campo formativo e informativo descobrindo as interfaces do teatro com o cinema, o rádio, a televisão, a produção cultural, assim como com as novas tecnologias digitais em comunicação e a multimídia.

 

Coordenação

 

Coordenadora:

Profª Jacyan Castilho

 

Contato:

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Horário de atendimento:

Quinta-feira, de 16h a 18h

Sala 135.

 

Ementas e Programas

 

Prazo máximo de integralização: 14 segmentos.

Duração recomendada: 8 segmentos.

Número mínimo de horas (CNE): 2700.

Duração em anos (CNE): Mínima:4 ... Máxima:7

Reconhecimento: Portaria 2957 de 23/10/2003 publicado no Diário Oficial da União em 23/10/2003

Aprovação do Currículo: Processo 0324669419 de 13/03/2002 publicado no Boletim Interno da UFRJ em 13/03/2002

Observações: O CONSUNI aprovou a criação do Bacharelado em Artes Cênicas - Habilitação Direção Teatral em 23/01/2003 (proc. 23079. 032466/94-19).

 

Confira as disciplinas obrigatórias e optativas de Direção Teatral.

Download do fluxograma  das disciplinas de Direção Teatral.

 

 

Projeto Pedagógico

 

 

UFRJ Escola de Comunicação da UFRJ - ECO/UFRJ
Desenvolvido por: TIC/UFRJ