IMT Card 5 Facebook

Dentre os grupos de pesquisa previamente exibidos pelo Ecoar Conhecimento, está o Imaginário Tecnológico (IMT), coordenado pela professora Ieda Tucherman (postado em 05/03/2020). Em entrevista ao ECOPRESS, a professora cedeu informações sobre o projeto, que serão apresentadas pelo Ecoar Conhecimento através de 9 postagens nas redes da ECO.

P: Quais os temas que você investigou ? Quais são os seus principais objetivos?
R: Corpo, monstros e imagem; As retóricas das revistas científicas e ou informativas messiânicas ou alarmistas, a cultura somática e a subjetividade neuroquímica; Biopolítica, mídia e autoajuda; a ficção científica como narrativa do contemporâneo, e,, citando pesquisas do grupo que viraram teses, sem esgotar todas as mesmas eu citaria: Museus: gabinetes de curiosidade;a depressão como atualidade midiática, Vampiros e seu percurso: do Drácula à trilogia do Crepúculo, Virtude e Risco: entre religião e opinião pública.

 

O projeto Ecoar Conhecimento é uma iniciativa do setor da Comunicação Institucional da ECO (email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.) e tem o objetivo de difundir a produção intelectual da Escola de Comunicação, para que a comunidade ecoína e toda a sociedade saibam sobre o conhecimento produzido pela ECO.

 

 

IMT Card 4 FacebookDentre os grupos de pesquisa previamente exibidos pelo Ecoar Conhecimento, está o Imaginário Tecnológico (IMT), coordenado pela professora Ieda Tucherman (postado em 05/03/2020). Em entrevista ao ECOPRESS, a professora cedeu informações sobre o projeto, que serão apresentadas pelo Ecoar Conhecimento através de 9 postagens nas redes da ECO.

P: Quais são as principais contribuições e dificuldades na resolução de problemas sociais, enfatizando representações e / ou imaginário social?
R: Acho que sou mais modesta: para falar em contribuições, eu diria que, principalmente, meu grupo busca criar uma visão crítica da nossa atualidade atentando para o fato que a tecnologia não é neutra e atua numa sociedade de mercado em crise, onde as instituições icônicas estão se mostrando incapazes. Assim tentmos desmistificar tanto as promessas de eternidade das novas biociências e a compreensão neuroquímica da subjetividade como discutimos as relações entre competência e performance.

 

O projeto Ecoar Conhecimento é uma iniciativa do setor da Comunicação Institucional da ECO (email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.) e tem o objetivo de difundir a produção intelectual da Escola de Comunicação, para que a comunidade ecoína e toda a sociedade saibam sobre o conhecimento produzido pela ECO.

 

 

IMT Card 2 Facebook

 

Dentre os grupos de pesquisa previamente exibidos pelo Ecoar Conhecimento, está o Imaginário Tecnológico (IMT), coordenado pela professora Ieda Tucherman (postado em 05/03/2020). Em entrevista ao ECOPRESS, a professora cedeu informações sobre o projeto, que foram apresentadas pelo Ecoar Conhecimento através de 9 postagens nas redes da ECO.


P: Quais são os autores com os quais dialoga?
R: Foucault, Deleuze, Michel Serres, François Julien, Alain Badiou, Nicholas Rose, Jonathan Crary, Andreas Huyssen, Jean Pierre Dupuy, Michelle Perrot, Agamben, José Bragança de Miranda, José Gil, Roberto Esposito, Eva Illouz, Freud, Gabriel Tarde, Bergson, Niklas Luhmann,Koselleck, Lipovetsky, Baudrillard, Neiman, entre outros...O projeto Ecoar Conhecimento é uma iniciativa do setor da Comunicação Institucional da ECO (email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.) e tem o objetivo de difundir a produção intelectual da Escola de Comunicação, para que a comunidade ecoína e toda a sociedade saibam sobre o conhecimento produzido pela ECO.

 

  

 

IMT Card 3 Facebook

Dentre os grupos de pesquisa previamente exibidos pelo Ecoar Conhecimento, está o Imaginário Tecnológico (IMT), coordenado pela professora Ieda Tucherman (postado em 05/03/2020). Em entrevista ao ECOPRESS, a professora cedeu informações sobre o projeto, que serão apresentadas pelo Ecoar Conhecimento através de 9 postagens nas redes da ECO.


P: Seu trabalho se concentra mais em representações sociais ou em imaginário? Por quê?
R: Por estranho que pareça eu tento aproximar as duas: para exemplificar, desenvolvi projetos e textos sobre a ficção científica como narrativa do contemporâneo, apontando para as novas configurações, do corpo, do socius e da política. Agora estou trabalhando com autoajuda e afetos, que incluem o imaginário do winners e loosers, as temporalidades individuais e sociais da experiência e da expectativa. Meu grupo se chama Imaginário Tecnológico e o que tem me interessado é pensar o real e o imaginário da nossa sociedade biotecnológica.

 

O projeto Ecoar Conhecimento é uma iniciativa do setor da Comunicação Institucional da ECO (email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.) e tem o objetivo de difundir a produção intelectual da Escola de Comunicação, para que a comunidade ecoína e toda a sociedade saibam sobre o conhecimento produzido pela ECO. 

 

 

IMT Card 1 Facebook

 

Dentre os grupos de pesquisa previamente exibidos pelo Ecoar Conhecimento, está o Imaginário Tecnológico (IMT), coordenado pela professora Ieda Tucherman (postado em 05/03/2020 nas redes sociais). Em entrevista ao ECOPRESS, a professora cedeu informações sobre o projeto, que foram apresentadas pelo Ecoar Conhecimento através de 9 postagens nas redes da ECO.

P: Como surgiu seu interesse para começar a investigar as questões em torno das representações sociais e do imaginário?
R: Acho difícil pensar em comunicação sem pensar em mediações e vínculos, e acho inconsistente pensar nestes sem pensar em representações sociais e do imaginário.

 

 

 

 

 

UFRJ Escola de Comunicação da UFRJ - ECO/UFRJ
Desenvolvido por: TIC/UFRJ